MENU

by • Dezembro 1, 2016 • Pratos QuentesComments (3)795

Rojões à moda cá de casa

Nunca escondi que não há comida como a nossa…sim a nossa comida portuguesa, tradicional, robusta e cheia de sabores. Os rojões cá em casa são sempre muito apreciados. Mas podem castigar-me…sei que nem vão acreditar eu adoro rojões…mas não gosto de sarrabulho. Eu sei, é uma vergonha uma minhota que não gosta de sarrabulho.

Bem, de qualquer forma não poderia depois de tantos pedidos ignorar e não colocar a minha receita. Os rojões em si não dão trabalho nenhum, mas os acompanhamentos esses sim. Para que fique tudo pronto a tempo e tudo quentinho é preciso organizar bem o espaço e deixar tudo preparado antes de começar. Mas garanto que vale mesmo a pena e já diz o ditado “quem corre por gosto não cansa”, por isso “mãos à obra”. Esta receita dá para cerca de 6 pessoas.

 

Ingredientes:

700 gr de carne de porco partidos em pedaços pequenos (eu prefiro cachaço, é muito mais tenra e não ficam secos)

400 gr de tripas de porco enfarinhadas

1 bucho de porco

4 iscas de fígado de porco (depois corto em tiras)

200 gr de sangue de porco cozido

batatas em cubos (cerca de 350 gr depois de descascadas)

1 pacote de banha de porco

2 folhas de louro

2 copos de vinho branco

sal qb

1 ramo de salsa fresca

pimenta qb

cominhos qb

azeite qb

cebola qb

alho qb

 

Preparação:

Comece por fazer uma marinada com os rojões. Coloque numa tigela os rojões, tempere com sal, pimenta moída na hora, 4 dentes de alho laminados, e colher rasa de chá de cominhos em pó, 2 folhas de louro e um raminho pequeno de salsa fresca, envolva bem a carne e deixe marinhar cerca de 2 horas.

img_3827

Entretanto descasque as batatas e parta em cubos, reserve.

Lave as tripas e bucho em água quente, limpe se for necessário e corte em pedacinhos.

Pique finamente uma cebola e dois dentes de alho, deite um fio de azeite numa frigideira e reserve também.

Corte o fígado em tiras, não muito finas e tempere com sal, limão e um pouco de pimenta.

Entretanto coloque a banha de porco num tacho fundo e leve ao lume, deixe que a banha derreta, junte em seguida o rojões com toda a marinada. Deixe ferver durante 10 minutos em seguida reduza o calor e deixe cozinhar em lume muito brando durante cerca de 40 minutos (vá vigiando e mexendo com cuidado para que os rojões não se desfaçam).

Enquanto isso coloque um pouco de óleo numa frigideira anti-aderente e frite as tripas e o bucho, se gostar polvilhe com um pouco de cominhos em pó. Vá fritando e virando as tripas para que fiquem douradinhas, assim que estiverem prontas, retire e escorra em cima de papel de cozinha, para retirar um pouco da gordura da fritura (eu tapei com papel de alumínio para não arrefecerem).

img_3834

Lave a frigideira e coloque novamente um fio de óleo para fritar as iscas de fígado, eu prefiro bem passadas.

img_3829

Retire e reserve junto com as tripas. Leve ao lume a  frigideira preparada com azeite, o alho e a cebola, deixe louvar um pouco e junte o sangue cozido, vá virando e deixe cozer em lume brando para que não queime, assim que estiver quase pronto acrescente um raminho de salsa picada, envolva, desligue e reserve (também cobri com papel de alumínio, para manter quente).

img_3832

Frite as batatas em óleo abundante até que fiquem douradas (Usei batata Agria que pode encontrar aqui ).

Nesta altura os rojões já devem estar cozidos, aumente o calor para que os rojões comecem a “fritar”, mas vigie para que não queimem, assim que estiverem prontos, retire com uma escumadeira e coloque na travessa de servir, junte as tripas, o sangue, as batatas e as iscas, envolva decore com um raminho de salsa ou rodelas de laranja e sirva de imediato acompanhado com um arroz branco!

img_3838

Bom apetite!

 

happy wheels

Recomendado

3 Responses to Rojões à moda cá de casa

  1. Sara Cristina Teixeira Fernandes diz:

    Boas… a sua maneira de fazer rojões é praticamente igual á minha. Só há uma coisa que faço diferente, quando frito a tripa enfarinhava nunca a junto aos rojões mas coloco a por cima muito bem fritinha. Acho que quando juntam a farinheira aos rojões ela fica mais mole e aborrachada. ( minha opinião )😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *