MENU

by • Novembro 20, 2016 • Bolachas e biscoitos, BolosComments (2)1236

Doces Palmiers

Fazer bolachas nesta altura do ano, é das coisas que mais gosto. Um frasco de bolachas em cima da mesa convida sempre a um chá. Cá em casa a lareira já se acende, o pinheiro de Natal já brilha com todo o seu esplendor e estes palmiers são sempre uma boa companhia, no sofá em frente à televisão  a ver um bom filme ou quem sabe a escrever uma receita num blogue! 🙂

São muito fáceis e rápidos de fazer, mas são ainda mais rápidos a desaparecer! Experimentem e depois digam se não tenho razão!

Boa semana!!

 

Ingredientes:

1 base de massa folhada rectangular (massa fresca)

açúcar qb

canela qb (opcional)

 

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180º. Polvilhe uma bancada com açúcar de forma homogénea e coloque a folha de massa folhada, polvilhe com mais açúcar, passar sem exercer muita força o rolo da massa para que o açúcar adira à massa folhada. Em seguida encontre mais ou menos o meio da massa, pegue numa das partes e dobre até ao centro e faça o mesmo na outra parte, polvilhe com mais açúcar e passe o rolo, volte a dobrar de um lado e do outro sempre em direcção ao meio da massa, até dobrar uma parte sobre a outra. Corte em fatias com cerca de 1 centímetro e coloque num tabuleiro espaçadas entre si, pois eles vão abrir e crescer. Leve ao forno durante cerca de 15 a 20 minutos, passados cerca de 10 minutos vire os palmeiras para que fiquem dourados de ambos os lados e por igual!

Se gosta de canela junte ao açúcar duas colheres de café de canela em pó, ficam deliciosos e cheirinho a sair do forno é maravilhoso! Os meus levaram canela.

 

img_3781

Retire do forno deixe arrefecer e coloque em frascos herméticos ou latas para bolachas, duram cerca de uma semana, mas cá em casa não duram nem um dia!

 

img_3779

Adoro!!!

happy wheels

Recomendado

2 Responses to Doces Palmiers

  1. Swonkie diz:

    Olá 🙂 Enviamos um convite para o teu email.
    Contamos contigo? 🙂

  2. Lucie Mota diz:

    Mais uma receita deste blogue que experimento e que resulta na perfeição. Muito obrigada por partilhar connosco! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *